Quem sou eu

Minha foto
Serrinha, Bahia, Brazil
Como é BOM receber sua visita em nosso cantinho virtual! Emerson Nogueira Vila Nova, fundador do Centro de Terapias Complementares - HARMONIZE, é Fisioterapeuta (Ucsal), Hipnoterapeuta, Pós Graduado em Terapia Regressiva, Pos Graduado em Acupuntura, Reikiano, Terapeuta Floral, Palestrante e acima de tudo, um grande admirador das potencialidades ineretes ao ser humano. Talvez seja por isso que aqui no HARMONIZE nosso maior tesouro é te ver sorrir, sentir-se bem, em busca de conquistas cada vez mais especiais, e dividir contigo todo o nosso carinho, respeito e motivação para seguir sempre adiante. Será uma IMENSA alegria para nós estarmos sempre ao teu lado compartilhando de cada uma dessas emoções especiais, pois esse é o verdadeiro sentido de nossa existência...aproveite cada momento e HARMONIZE SUA VIDA.

quinta-feira, 30 de maio de 2013

Dia do Desafio - Pedalando


     No dia do desafio a cidade inteira se movimentou. Foram atividades diversas realizadas pelos colégios, academias e grupos de amigos. E nesse mvimento tem sido cada vez maior a procura por um esporte magnífico que é o ciclismo.
     Ontem pudemos perceber como este tipo de esporte nos traz grandes benefícios e sensações...fizemos um passeio por diversas ruas da cidade, percorrendo um total de 11km em 1h...entre o sobe e desce nas ruas, muita conversa e muita descontração fizeram parte deste encontro que irá render muitos frutos. Neste domingo (02/06), às 9h, será inaugurada a primeira ciclo faixa da nossa cidade, que será na praça morena bela....venha fazer parte desse grupo, vamos passear e sentir a liberdade que nos espera em cada pedalada.:)

quarta-feira, 29 de maio de 2013

Dia do Desafio - Vamos Juntos Nesse Movimento!!!!!!

 
Hoje temmm muito movimento!!!! Encontro de ciclistas na praça Morena Bela, às 20:30. Vamos juntos ganhar esse saudável desafio. Nossa cidade está na disputa...Serrinha x Jataí (Goiás)

Compartilhe...convide seus amigos...faça alguma atividade física...vale qualquer uma...faça a diferença...seu corpo agradece.

Saiba mais sobre este maravilhoso desafio:

 

terça-feira, 28 de maio de 2013

Feng Shui - Dicas


DICAS DO FENG SHUI INTERIOR - DO NOSSO CORPO/ALMA.

"vida nenhuma prospera se estiver pesada e intoxicada".

Já ouviu falar em toxinas da casa? Pois são:

- objetos que você não usa,
- roupas que você não gosta ou não usa há um ano,
- coisas feias,
- coisas quebradas, lascadas ou rachadas,
- velhas cartas, bilhetes,
- plantas mortas ou doentes,
- recibos/jornais/revistas, antigos,
- remédios vencidos,
- meias velhas, furadas,
- sapatos estragados...

"O que está fora está dentro e isso afeta a saúde física-mental". O “destralhamento” é a forma mais rápida de transformar a vida e ajudar as outras eventuais terapias.

Com o destralhamento:

- A saúde melhora;
- A criatividade cresce;
- Os relacionamentos se aprimoram...

É comum se sentir cansado, deprimido, desanimado, em um ambiente cheio de entulho, pois "existem fios invisíveis que nos ligam à tudo aquilo que possuímos". Outros possíveis efeitos do "acúmulo e da bagunça": sentir-se desorganizado; fracassado; limitado; aumento de peso; apegado ao passado...

- No porão e no sótão, as tralhas viram sobrecarga;
- Na entrada, restringem o fluxo da vida;
- Empilhadas no chão, nos puxam para baixo;
- Acima de nós, são dores de cabeça;
- "Sob a cama, poluem o sono".

"Oito horas, para trabalhar; Oito horas, para descansar; Oito horas, para se cuidar."

Perguntinhas úteis na hora de destralhar-se:

- Por que estou guardando isso?
- Será que tem a ver comigo hoje?
- O que vou sentir ao liberar isto?

...e vá fazendo pilhas separadas...

- Para doar!
- Para jogar fora!

Para destralhar mais:

- livre-se de barulhos,
- das luzes fortes,
- das cores berrantes,
- dos odores químicos,
- dos revestimentos sintéticos...

e também....

- libere mágoas,
- pare de fumar,
- se não pode deixar, diminua o uso da carne,
- termine projetos inacabados.

"Acumular nos dá a sensação de permanência, apesar da vida ser impermanente", diz a sabedoria oriental. O Ocidente resiste a essa idéia e, assim, perde contato com o sagrado instante presente.

segunda-feira, 27 de maio de 2013

quinta-feira, 23 de maio de 2013

Algumas curiosidades....



Contratura - Nos referimos a uma contratura ("carga") quando encontramos um desconforto muscular manifesto, sem trauma direto, dor e disfunção de contração após atividades esportivas. Você pode machucar a parte ou todo o músculo afetado tanto na contração e estiramento.
Duração entre 4 e 10 dias.

Contusão - Em alguns esportes de contato, o jogador é exposto a contusões ou tramas direto, especialmente ao nível do quadríceps e panturrilhas. Normalmente são as menores lesões musculares. Devemos ter em mente que adquire maior gravidade, quando a flexão das articulações é limitada, impedindo normalmente de andar a pé ou de cócoras com posição óbvia de dor.
Podemos observar um sinais de 24 horas de hematoma: contusão por quebra de capilares, com infiltração de sangue.
Duração entre 2 a 7 dias.

Tensão Muscular - Ocorre principalmente nos músculos até o limite de suas possibilidades de alongamento. É difícil determinar o ponto exato da dor, uma vez que muitas vezes é difusa.
Eles podem ser inchaço em algumas fibras que afetam a integridade do músculo e fáscia, embora também seja possível encontrar pequenas lesões fibrillar.
Duração entre 4 e 10 dias.

Ruptura das Fibras - Quando o atleta sente pausa fibrillar, nesse preciso momento sente uma sensação de whiplash ou "golpe de pedra" com uma dor dolorosa superficial ou profunda. Ocorre a ruptura com hemorragia maior ou menor magnitude. Não há dor, contração e alongamento, com sinais de inflamação e hematoma na área do músculo. Hematoma de sangue pode ser superficial ou profundas para este último pode estender o tempo de inatividade.
Duração entre 20 e 30 dias.

Fonte: SoftNatura

quarta-feira, 22 de maio de 2013

Show do Yanni em Acapulco


     Um dos maiores nomes da música clássica atualmente se chama Yanni. Além das belas interpretações realizadas pela impecável orquestra que lhe acompanha, toda a parte estrutural de seus shows é de promover em qualquer um sensações altamente harmonizantes.
     Neste link encontrado no site Youtube, é apresentado um de shows realizando em Acapulco. Nele você vai poder, mesmo que na frente da telinha, se deixar envolver por este ambiente agradável proporcionado pelos sons, cores e vozes...com vocês: Yanni.

segunda-feira, 20 de maio de 2013

Um estranho em nosso lar


  

     Alguns anos depois que nasci, meu pai conheceu um estranho, recém-chegado à nossa pequena cidade. Desde o princípio, meu pai ficou fascinado com este encantador personagem, e em seguida o convidou a viver com nossa família.
    O estranho aceitou e desde então tem estado conosco. Enquanto eu crescia, nunca perguntei sobre seu lugar em minha família; na minha mente jovem já tinha um lugar muito especial.Meus pais eram instrutores complementares: minha mãe me ensinou o que era bom e o que era mau e meu pai me ensinou a obedecer. Mas o estranho era nosso narrador. Mantinha-nos enfeitiçados por horas com aventuras, mistérios e comédias. Ele sempre tinha respostas para qualquer coisa que quiséssemos saber de política, história ou ciência. Conhecia tudo do passado, do presente e até podia predizer o futuro!
    Levou minha família ao primeiro jogo de futebol. Fazia-me rir, e me fazia chorar. O estranho nunca parava de falar, mas o meu pai não se importava.
    Às vezes, minha mãe se levantava cedo e calada, enquanto o resto de nós ficava escutando o que tinha que dizer, mas só ela ia à cozinha para ter paz e tranquilidade. (Agora me pergunto se ela teria rezado alguma vez, para que o estranho fosse embora).
    Meu pai dirigia nosso lar com certas convicções morais, mas o estranho nunca se sentia obrigado a honrá-las.As blasfêmias, os palavrões, por exemplo, não eram permitidos em nossa casa? Nem por parte nossa, nem de nossos amigos ou de qualquer um que nos visitasse. Entretanto, nosso visitante de longo prazo, usava sem problemas sua linguagem inapropriada que, às vezes, queimava meus ouvidos e que fazia meu pai se retorcer e minha mãe se ruborizar.
    Meu pai nunca nos deu permissão para tomar álcool. Mas o estranho nos animou a tentá-lo e a fazê-lo regularmente. Fez com que o cigarro parecesse fresco e inofensivo, e que os charutos e os cachimbos fossem distinguidos.
    Falava livremente (talvez demasiado) sobre sexo. Seus comentários eram, às vezes, evidentes, outros sugestivos, e geralmente vergonhosos. Agora sei que meus conceitos sobre relações foram influenciados fortemente durante minha adolescência pelo estranho.Repetidas vezes o criticaram, mas ele nunca fez caso aos valores de meus pais, mesmo assim, permaneceu em nosso lar. Passaram-se mais de cinquenta anos desde que o estranho veio para nossa família. 
      Desde então mudou muito; já não é tão fascinante como era ao princípio.Não obstante, se hoje você pudesse entrar na guarida de meus pais, ainda o encontraria sentado em seu canto, esperando que alguém quisesse escutar suas conversas ou dedicar seu tempo livre a fazer-lhe companhia... Seu nome?

                                                               Nós o chamamos Televisão.

Agora ele tem uma esposa que se chama Computador, e um filho que se chama Celular!
Pede-se que este artigo seja lido em cada lar.
Autor desconhecido

quinta-feira, 16 de maio de 2013

Palestra sobre Auto Conhecimento

     O que você sabe sobre você mesmo? O que tem feito para encontrar uma resposta para essa pergunta? De que forma si conhecer é importante?...Atualmente o tema Auto Conhecimento vem sendo centro de grandes atenção e interesse geral. A busca por um entendimento maior de si próprio fornece condições para que possamos adquirir e saber lhe dar com questões como a Inteligencia Emocional.
     Nesse sentido, temos a palestra do Dr Alirio de Cerqueira Filho, realizada no Sir William Crookes Spiritist Society em Londres no dia 7/4/2013. Por meio de trechos retirados da bíblia, ele nos fornece valiosas dicas sobre como nos conhecermos melhor. A palestra está dividida em dois vídeos. Aproveite cada momento para se descobrir e compartilhar com outras pessoas o que aprendeu. :)




terça-feira, 14 de maio de 2013

Qual posição você costuma dormir? Saiba o que significa.


    Tudo aquilo que evitamos expor sobre nossas emoções no dia a dia acaba sendo revelado inconscientemente enquanto dormimos, segundo o psicólogo e mestre em cognição e linguagem João Oliveira, autor de "Saiba Quem Está à Sua Frente" (Ed. Wak). "O estado de espírito e até mesmo os traços de personalidade são expostos, porque é o inconsciente está no comando", afirma ele. Identifique, a seguir, qual das posições você tem escolhido para dormir com maior frequência ultimamente e entenda o que ela pode revelar sobre você e seu momento na vida. Por Andrezza Czech, do UOL, em São Paulo 

1- De bruços com os braços abertos: relaxante e sem tensões no corpo, a posição revela que os grandes problemas diários não afetam de maneira relevante o sono dessa pessoa, segundo o especialista em linguagem corporal Paulo Sergio de Camargo, autor de "Linguagem Corporal: Técnicas para Aprimorar Relacionamentos Pessoais e Profissionais" (Ed. Summus). "Quanto mais abertos estiverem os braços e mais relaxada a pessoa estiver, mais extrovertida ela é e maior sua facilidade de se relacionar e fazer amizades", diz. Quem dorme nessa posição, geralmente, é ousado, mas pode ser internamente nervoso e não gostar de críticas ou situações extremas, segundo pesquisa realizada pelo professor Chris Idzikowski, diretor do instituto britânico de pesquisa do sono Sleep Assessment and Advisory Service, que analisou as seis principais posições do sono e suas relações com a personalidade 


2- Posição fetal: essa é a postura mais frequente entre as pessoas, adotada por 41% dos mil participantes da pesquisa sobre posições do sono e personalidade realizada pelo professor Chris Idzikowski. Segundo o estudo, a posição fetal revela pessoas que passam a impressão de serem duronas, mas sensíveis interiormente. Podem ser tímidos quando conhecem alguém, mas logo relaxam. Como sinaliza proteção, a posição também pode ser reflexo de uma preocupação com o momento em que vive ou a necessidade de ser apoiada pelos demais, segundo o especialista em linguagem corporal Paulo Sergio de Camargo. "Em alguns casos, a pessoa está diante de um conflito pontual e não sabe como resolver", afirma. Para o mestre em cognição e linguagem João Oliveira, além de busca por afeto, a posição revela insegurança. "As pressões do cotidiano podem gerar ansiedade e a carência de afeto leva a uma necessidade de acolhimento", afirma


3-  Cobrindo todo o corpo: pode estar fazendo quase 40 graus, mas a pessoa não consegue dormir sem estar coberta até a cabeça, levando o lençol até o próprio rosto e deixando apenas o nariz de fora? Isso é sinal de uma busca extrema por proteção, de acordo com especialistas em linguagem corporal. Segundo o psicólogo e mestre em linguagem corporal João Oliveira, trata-se de alguém que vive um misto de medo e carência em excesso na vida






4- Dormir agarrado ao travesseiro: pode ser sinal de que a pessoa vive um momento que necessita de apoio e carinho e se sente insegura, segundo o especialista em linguagem corporal Paulo Sergio de Camargo. Abraçar o próprio corpo ao dormir ou até mesmo bicho de pelúcia também têm o mesmo significado. "Essa pessoa se sente sozinha no mundo e, mesmo tendo alguém ao seu lado, não se julga compreendido e aceito", afirma o psicólogo e mestre em linguagem corporal João Oliveira 


 

5- Barriga para cima com os braços cruzados: deitar-se com o abdome para cima, com as pernas próximas umas às outras e os braços em cima do peito e cruzados são sinais de proteção, de acordo com o especialista em linguagem corporal Paulo Sergio de Camargo. "Quanto mais cruzados estiverem os braços, mais defensiva é a pessoa", afirma. Segundo ele, se, além disso, as mãos estiverem fechadas, é sinal de que a pessoa passa por momento de extrema tensão em sua vida



6- De lado com as mãos para frente: são pessoas abertas, mas que podem ser desconfiadas e cínicas, segundo pesquisa do especialista em sono Chris Idzikowski. O estudo mostra também que elas costumam demorar para tomar decisões mas, quando tomam, dificilmente mudam de ideia. Segundo o especialista em linguagem corporal Paulo Sergio de Camargo, é alguém com bom controle das emoções e que sabe manter a distância entre os demais. A posição dos braços pode ser interpretada como alguém de personalidade sonhadora, que deseja alcançar algo em sua frente. Para o psicólogo João Oliveira, trata-se de uma pessoa que se coloca à frente das outras, provavelmente invadindo o espaço alheio, e não teme consequências



7- Barriga para cima e braços ao longo do corpo: são pessoas geralmente quietas e reservadas, que fogem da agitação e impõem a si e aos outros padrões elevados, segundo pesquisa do professor Chris Idzikowski, diretor de um centro de pesquisa sobre o sono em Londres. O psicólogo João Oliveira também acredita que se trata de alguém organizado e altamente rígido consigo mesmo. "A austeridade pode ser a sua marca principal. Essas pessoas acabam sofrendo muito com a realidade bagunçada que têm de enfrentar todos os dias. Geralmente são muito caladas, pois temem se expor", afirma. Dormir com os pés unidos e as mãos coladas ao corpo também costuma revelar um alto grau de tensão, o que significa que a pessoa nem sempre relaxa diante das mais diversas situações do cotidiano e tende a levar a vida muito a sério, segundo o especialista em linguagem corporal Paulo Sergio de Camargo. "É alguém que não gosta de conflitos e tende a ser constante em suas posições"


8- Esparramado pela cama na diagonal: sozinho ou acompanhado, é alguém que faz questão de ocupar o maior espaço possível da cama e acaba dormindo deitado na diagonal. "Quem gosta de utilizar todos os espaços possíveis da cama geralmente é extrovertido e confiante", afirma o especialista em linguagem corporal Paulo Sergio de Camargo. Em alguns casos, segundo ele, pode ser sinal de alguém que não tem noção de limites e sente dificuldade de respeitar o espaço dos demais






9- Barriga para cima e mãos entrelaçadas atrás da cabeça: a típica posição de quando se dá um cochilo em uma rede na praia também costuma ser usada na cama quando se está mais tranquilo, disposto e sem receios. As pessoas que costumam dormir assim gostam de contatos informais e de fazer amizades, têm alto nível de autoconfiança e tendência a serem folgadas, segundo o especialista em linguagem corporal Paulo Sergio de Camargo. "É alguém que gosta de liderar e manter o domínio sobre tudo que ocorre ao seu redor. Costuma se considerar superior do que os demais e, em alguns casos, pode ser arrogante", diz. Essa autoconfiança, segundo ele, muitas vezes leva ao desejo de ser o centro das relações e à imposição de sua vontade sobre todos. "É uma pessoa teimosa e que sabe atingir os objetivos que traça", diz Camargo 


10- De bruços com as mãos embaixo do rosto: pode significar que a pessoa está passando por um momento muito delicado em sua vida, segundo o psicólogo e mestre em cognição e linguagem João Oliveira, autor de "Saiba Quem Está à Sua Frente" (Ed. Wak). "É alguém que gostaria de expor suas verdades, mas teme que possa ser prejudicado. O medo impera no dia a dia", afirma. Para o doutor em semiótica Rubens Kignel, autor do livro "O Corpo no Limite da Comunicação" (Ed. Summus) tendemos a dormir de barriga para baixo quando algo nos ameaça, pois, assim, protegemos nossos órgãos principais e mais vulneráveis, como o coração


Fonte: http://mulher.uol.com.br/comportamento